• MOSTB Editora

Mercado de Trabalho

Empregador e Empregado cada um com suas responsabilidades e juntos para um novo mercado de trabalho.


O mercado de trabalho esta mudando, as empresas estão mudando a forma de contratações e os profissionais precisam acompanhar essas mudanças para continuarem na ativa.


Em meados de 80 para 90 muitas empresas começaram a contatar mão de obra através da terceirização, com a intenção única de diminuir custos e impostos.


De lá para cá o empreendedorismo foi incentivado, os micro empreendedores tomaram conta de muitas áreas, oferecendo serviços e produtos a grandes empresas.

Agora, quase 20 anos depois estamos vivendo novas atualizações no mercado.


Uma folha de pagamento de uma empresa ainda é um custos mais altos para uma empresa. Os impostos mais os benefícios oferecidos chegam a ser 70% até 115% do valor em salário recebido pelo empregado. E muitas vezes, mesmo assim, esse não fica satisfeito.


Porque? Porque o trabalhador não possui direito de escolha sobre o que ele quer para si, os benefícios são oferecidos como parte de salário agregado e ponto.

Já para as empresas não existe outra forma de fidelizar seus colaborador, que muitas vezes seduzido pelo concorrente, troca de emprego por uns 10% de salário a mais no seu contra-cheque.


Mas então qual a solução?

Como mencionei no início desse texto, as mudanças estão acontecendo novamente, e, agora é preciso uma nova mentalidade por parte do colaborador.


Primeiro devemos pedir que o Brasil mude a legislação trabalhista. Nós vivemos em baixo de uma lei patriarcal e isso não é novidade.


Vamos fazer uma breve comparação com as leis aplicadas nos USA que é considerado o país das oportunidades.


USA - O salário mínimo é pago por hora de trabalho, e por contrato, e vale citar que essa legislação vai depender das leis vigentes a cada estado. Liberdade para empresas decidirem o que oferecer ao trabalhador.


O empregador não paga férias, (o trabalhador é educado a poupar pelos seus dias parados). O trabalhador pode ter dois ou mais empregos, aumentando assim sua renda.


O empregador divide os custos como o do seguro saúde.

Transporte e alimentação também não são obrigatórios.


As crianças nos USA poupam desse muito cedo, aprendem o valor da negociação.

Esses são apenas alguns itens das leis trabalhistas que ao compararmos com as leis trabalhistas vigentes no Brasil, percebemos o quão somos acomodados.


Se passarmos a termos leis mais flexíveis no Brasil, o empregador poderá tirar dos impostos pagos, um melhor salário, e, qdo o trabalhador passar a tomar para si responsabilidade como: poupar para a aposentadoria; não querer ficar impondo benefícios como seguro saúde, viagem, telefone, salário fixo etc; quando profissionais como vendedores e representantes comerciais entenderem que receber por produção efetiva se ganha mais que ter apenas um salário... então eu digo que estaremos caminhando para uma maturidade do mercado de trabalho.


Lda Borges

ANUNCIE


FORMAS DE PAGAMENTOS

SAC - PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

 

REPRESENTANTES

​© Copyright 2010/2019 - Todos os direitos reservados www.mostb.com