• MOSTB Editora

Meio Ambiente - Colaborativo.



O artigo a seguir foi escrito para a 13ª Edição da revista SETORH Para Uma Melhor Gestão de Pessoas, no ano de 2011, ou seja, à 9 anos atrás, mas ele continua tão atual que resolvemos reeditá-lo como a máxima "Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura." Vamos fazendo a nossa parte, e quem sabe, em grãozinho e grãozinho conseguiremos a mudança comportamental que o planeta precisa. Linda Borges. CEO mostb.com

_________________________________________________________________________________

A preocupação com o meio ambiente é responsabilidade de todas as pessoas e aqui inclui-se as pessoas que fazem parte de uma empresa. Desde o momento em que sai de casa para trabalhar o cidadão pode tomar atitudes sustentáveis. Começando pelo meio de transporte escolhido.

A pessoa que deixa de rodar 20 quilômetros por semana deixa de emitir na atmosfera, anualmente, cerca de 440 quilos de dióxido de carbono (CO2), um dos gases de efeito estufa. A poluição do ar, provocada principalmente por carros, causa a morte de 3 milhões de pessoas por ano no mundo. Além disso, o trânsito das grandes cidades provoca atrasos nos compromissos e estresse para os motoristas. Por isso, é preferível que se vá ao trabalho em transporte coletivo, de bicicleta ou mesmo a pé.

No trabalho, economizar papel significa evitar a produção de resíduos e diminuir a derrubada de árvores. Por mais que se diga que os papeis possam ser provenientes de reciclagem ou de arvores de reflorestamento, ainda assim estamos prejudicando o meio ambiente.

Algumas atitudes simples podem fazer toda a diferença quando feita por muitos.

Nessa edição, você vai ler sobre o Primeiro Seminário Para Uma Melhor Gestão de Pessoas, que começa pelo respeito com o meio ambiente e pela gestão das novas carreiras verde/sustentável e, que estão surgindo no mercado de trabalho.


A economia de papel também reduz o uso de água (para produzir 1 quilo de papel, são necessários 540 litros de água). Funcionários podem se mobilizar para implantar um programa de coleta seletiva na empresa. Isso exige dedicação e empenho, mas não é difícil e pode ser feito por um grupo de três ou quatro pessoas. O descarte de copos plásticos para beber água também pode ser reduzido se cada trabalhador levar uma caneca ou garrafinha de casa.

Consciência ecológica não para por ai. O ambiente de trabalho também gera impactos no meio ambiente. Nos banheiros e no lavatório, é mais econômico instalar torneiras com sensores de funcionamento automático, ou seja, que só abrem quando as mãos se aproximam delas. Por exemplo, num edifício comercial de dez andares onde circulam diariamente cerca de 2 mil pessoas (supondo que cada uma use a torneira 1 minuto por dia), se todas as torneiras tiverem sensores, a economia de água chegará a 40%.

O uso do ar-condicionado é outro ponto em que pode haver grande economia. Esses aparelhos devem ser instalados longe de espaços em que bata sol e, quando estiverem ligados, as janelas e as portas do ambiente devem ser fechadas, para evitar que o sol entre e aumente a temperatura interna. Os filtros do equipamento precisam estar sempre limpos, pois a sujeira faz com que o motor trabalhe mais, o que aumenta o gasto de energia. Se o local de trabalho tiver janelas grandes e boa ventilação natural, não há nem motivo para ligar o ar-condicionado.


Se cada um fizer a sua parte, estaremos salvando o planeta e assim a humanidade como um todo.

Não podemos mais ignorar a escassez dos recursos naturais. A abundância pode se tornar uma limitação.

Pense nisso. Pense no amanhã tomando atitudes responsáveis e inteligentes hoje.


Fonte:

Arquivos para download MMA –Agenda 21Instituto Akatu pelo Consumo Consciente


#meioambiente #recursosnaturais #compass #preservação #mostb.com #preservaçãorealdomeioambiente #revistasdigitais 

ANUNCIE


FORMAS DE PAGAMENTOS

SAC - PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

 

REPRESENTANTES

​© Copyright 2010/2019 - Todos os direitos reservados www.mostb.com