• MOSTB Editora

EDITAL DE EQUIDADE RACIAL NA EDUCAÇÃO BÁSICA ABRE INSCRIÇÕES PARA PESQUISADORES E AUTORES DE ARTIGOS

POLO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL


O objetivo é apoiar pesquisas que apontem soluções para a redução das desigualdades étnico-raciais e de gênero nas escolas Estão abertas, até o dia 13 de junho, as inscrições para o Edital de Equidade Racial na Educação Básica, que financiará pesquisas e reconhecerá artigos científicos que apontem soluções para a redução das desigualdades étnico-raciais e de gênero nas escolas. O valor total do investimento é de R$ 3 milhões. Em construção desde abril de 2019, o edital busca articular e mobilizar escolas, redes, coletivos, centros de pesquisas e organizações da sociedade civil (OSCs) para viabilizar e fortalecer estratégias de enfrentamento das desigualdades raciais e de gênero na educação. A iniciativa é uma realização do Itaú Social e Ceert (Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades), em parceria com o Instituto Unibanco, Fundação Tide Setubal e UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância). O Edital de Equidade Racial está dividido em duas categorias: a) Pesquisa aplicada: podem se inscrever mestres ou doutores, que já possuam ou estabeleçam cooperação formal com escola(s) pública(s) ou rede de ensino municipal ou estadual ou, eventualmente, com o terceiro setor (organização da sociedade civil – OSC da área da educação). Serão selecionados 15 projetos de pesquisa aplicada, que receberão um aporte de R$ 150 mil cada, além de uma bolsa no valor de R$ 3 mil para o pesquisador coordenador, no período de 18 meses. b) Artigo científico: podem participar graduados, mestres e doutores, desde que o artigo seja inédito e a titulação do autor tenha sido obtida há no máximo cinco anos. Dois artigos de cada modalidade receberão reconhecimento financeiro. As modalidades e os valores são: graduados: R$ 3 mil; mestres: R$ 5 mil e doutores R$ 8 mil. Também receberá menção honrosa um artigo de cada modalidade. Os interessados podem concorrer com uma proposta em cada categoria. A divulgação dos resultados ocorrerá no dia 15 de setembro e, após esta data, está prevista a primeira oficina de trabalho, a apresentação dos projetos e artigos selecionados e a assinatura do termo de outorga. Em outubro, as pesquisas deverão ser iniciadas. Transparência Para garantir a transparência em todo o processo seletivo, as cinco instituições realizadoras e parceiras formam uma estrutura de governança, com o apoio de um conselho consultivo constituído por profissionais da temática racial, educação básica, assim como fomento e organização de editais de pesquisa. Cenário Dados mostram o quanto é preciso ações para promover a equidade racial nas escolas. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2017, a taxa de analfabetismo é mais alta entre os negros do que entre os brancos: 9,3% ante 4%. O estudo realizado pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) em 2018 aponta que 39% de estudantes pretos e 34% de pardos apresentam trajetórias escolares não lineares, marcadas por reprovações e abandono, já entre brancos o percentual é de 22%. Esses resultados, de modo geral, reafirmam que o risco de repetência é maior para o alunado negro.

ANUNCIE


FORMAS DE PAGAMENTOS

SAC - PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

 

REPRESENTANTES

​© Copyright 2010/2019 - Todos os direitos reservados www.mostb.com